amp-120

Sem dinheiro, PRF vai fechar posto do 120

Redução do Orçamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) obriga a entidade a diminuir as atividades de policiamento das estradas federais no Estado. A confirmação foi feita pela PRF por meio de nota divulgada na noite de terça (4). Medidas atingem todo o país. Em Mato Grosso, pelo menos 20 % das unidades operacionais serão fechadas.

O helicóptero já foi recolhido, ele auxiliava no monitoramento e resgate. O patrulhamento com viaturas está suspenso, o scanner de veículos parado, as motos compradas para Copa do Mundo – que deveriam ser usadas em operações especiais de combate ao crime e de fiscalização de trânsito – já não realizam os serviços desde maio.
O Estado tem 15 postos operacionais. Destes, três serão fechados: o do Trevo do lagarto, na saída da cidade de Várzea Grande, no entroncamento das BR’s 163 e 364; o da rodovia 070, que está localizado na divisa de Cáceres com Poconé, popularmente conhecido como conhecida como 120; e o da Serra de São Vicente.

Não há dinheiro para cobrir despesas básicas como as de combustível. A viaturas somente se deslocam quando acontece um acidente.

Por isso, equipes ficarão nos postos e os serviços de combate as ultrapassagens indevidas, com uso dos radares móveis e todas as demais condutas dos motoristas nos pontos mais sensíveis serão interrompidos.
Medidas

Suspensão, a partir desta quinta (6), dos serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais e das atividades aéreas; redução imediata dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento; desativação de unidades operacionais; alteração do horário de funcionamento das unidades administrativas, com priorização de atendimento ao público entre 9h e 13h.

Por: Bárbara Sá.

Deixe seu Comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*