fotos_bancoimagens-6375

Prefeito de Jauru, Pedro Ferreira defende proposta de emenda coletiva para a saúde dos municípios

Prefeitos de várias regiões, estiveram reunidos na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), com o deputado federal Ezequiel Fonseca (PP) e o presidente da AMM, Neurilan Fraga e decidiram encaminhar uma proposta através da AMM, para a bancada federal de Mato Grosso. O objetivo é fazer com que seja partilhado o valor da emenda coletiva de bancada para sanar os problemas na área de saúde. O valor total da emenda é de R$ 100 milhões. A proposta dos prefeitos é de que 50% sejam destinados aos municípios.

Entre os prefeitos estava o gestor da cidade de Jauru, Pedro Ferreira de Souza (PSD). Ele ressaltou que a exemplo das demais cidades de Mato Grosso, seu município enfrenta dificuldades para atender a população na área de saúde. “Estamos vivendo uma situação desesperadora neste momento devido à falta de repasses. 50% dos recursos da emenda coletiva vão ajudar muito. O município não aguenta mais, pois o orçamento da prefeitura acabou”, alertou.

Ferreira disse que a proposta é para que o governo quite os débitos com os municípios, pois as prefeituras já ultrapassaram o limite de gastos. “Sem recursos, as prefeituras estão paralisando os postos de saúde da família e os atendimentos prioritários. Estamos buscando alternativas para ter, o mais rápido possível, os recursos em caixa, para que possamos dar uma resposta à população”, salientou.

O governador Pedro Taques defende que o valor total das emendas seja destinado ao Estado para pagamento da dívida com os hospitais regionais.

Os prefeitos contabilizaram a dívida do governo em R$ 103 milhões. Este montante é referente aos atrasos para os Programas de Atenção básica, Farmácia Básica, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência-Samu, alta e média complexidade, Unidade de Pronto Atendimento-UPAs e o Programa de Apoio e Incentivo aos Consórcios Intermunicipais-Paici. Os débitos são referentes aos anos de 2016 e 2017.

Por: Leandro Régis / Com Assessoria da Prefeitura.

Deixe seu Comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*