PUFV

Mostra pedagógica apresenta resultados do Programa União Faz a Vida durante 2017

Evento reuniu mais de mil pessoas entre professores, alunos, colaboradores da cooperativa e visitantes

Fortalecer a cooperação e a cidadania. Esses são os principais pontos norteadores do Programa União Faz a Vida desenvolvido pela Sicredi Noroeste MT e Acre. Na sexta-feira (30.11), a Cooperativa realizou um evento para apresentar os resultados atingidos com atividades desenvolvidas durante o ano de 2017 em Araputanga.

O evento aconteceu no Mercado Municipal Dionísio Santa Rosa e contou com diversas apresentações de musicais, encenações e exposições de materiais pedagógicos confeccionados durante o período do Projeto. Mais de 1500 pessoas passaram pelo local e puderam ver de perto o resultado de um ano inteiro de atividades com crianças e adolescentes de três Centros de Educação Infantil e três Escolas Municipais, envolvendo mais de 1400 alunos com um total aproximado de 50 projetos.

A coordenadora do Projeto em Araputanga, Eliene Xavier, garantiu que a Mostra surpreendeu todas as expectativas. “Houve um crescimento muito grande do Programa. Antes as pessoas não sabiam o que era o União Faz a Vida e agora quando se fala o nome já sabem o que é. Os [alunos] menorzinhos conhecem como o projeto da abelhinha.”

O programa espera também proporcionar uma mudança no comportamento de alunos, professores e comunidade escolar. De acordo com a Secretária Municipal de Educação de Araputanga, Lindinalva Andrade, o Programa conseguiu atingir esses objetivos. “Ao longo dos 6 anos de projetos desenvolvidos no município, a gente percebe que houve uma mudança comportamental em todos os envolvidos na comunidade escolar. Com o Programa, a comunidade percebeu que a escola pode fazer uma educação de qualidade além dos muros da escola, mas para isso precisa do envolvimento de todos.”

PUFVV

No total, a Cooperativa Sicredi Noroeste MT e Acre investiu 200 mil reais para desenvolver o Programa em Araputanga, Comodoro e Pontes e Lacerda. São 25 instituições de ensino dentre escolas públicas, cooperativas educacionais e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais. No total, 4.196 alunos e 230 professores participaram do projeto que visa desenvolver cidadãos cooperativos por meio de valores como o empreendedorismo e a solidariedade.

Dentro da Cooperativa, o Programa é coordenado pelo Assessor de Programas Sociais, Eber Ostemberg, que afirmou que “a gente quer garantir que vai ter mudanças na sociedade e isso só é possível através da educação e é por isso que fazemos esse investimento. Nós somos uma instituição financeira cooperativa e está na nossa essência investir na região onde atuamos.”

A previsão é que o Programa expanda suas atividades em 2018. Novas cidades deverão receber os projetos e dezenas de novos alunos e professores serão atendidos.

 

Deixe seu Comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*