lutador-de-mma-quer-legalizar-casamento-com-duas-mulheres

Lutador paulistano de MMA quer legalizar casamento com duas mulheres

Em um ginásio lotado, olhares atentos miram o octógono. No pequeno espaço, o lutador de MMA Ricardo Sattelmayer, 35 anos, movimenta-se concentrado no rival. Troca chutes e socos. Em alguns minutos, leva o oponente ao chão. É nocaute! Vibração na arquibancada e no ringue. O octógono, nesse momento, é invadido pelas duas treinadoras do lutador. Ali, no centro das atenções e diante dos olhares de todos, Ricardo dá um beijo em cada uma.

Um beijo na boca de cada uma. A cena pode causar espanto em alguns, mas para eles não. Já faz parte do dia a dia. Há pouco mais de um ano, Ricardo vive junto com as duas e as tem como esposas.

Aline Sattelmayer, de 26 anos, e Bianca Sattelmayer, de 21, carregam o sobrenome de Ricardo informalmente. Mas o trio de São José dos Campos, interior de São Paulo, vai entrar com uma ação na Justiça para tentar legalizar essa união a três. O casamento no cartório entre um homem e duas mulheres não permitido no Brasil. O que pode ser aceito é uma união estável poliafetiva, como uma reconhecida no ano passado, no Rio de Janeiro.

 

Ricardo conta que sempre teve vontade de ter duas esposas, mas com o consentimento das parceiras. Após convencer Aline da ideia, viu em Bianca uma segunda esposa ideal. Acreditava que a jovem tinha pensamento semelhante e, por ter uma amizade com o casal, poderia topar o convite. E após um susto inicial, ela realmente topou.

– A Aline disse que se eu não deixasse ela de lado e conseguisse dar atenção para as duas, ela toparia. Sentei com a Bianca e joguei direto para ela: “Queria ter duas esposas e você é uma mulher bacana, uma mulher que tem o mesmo objetivo que eu e a Aline. O que você acha?” A primeira coisa que ouvi foi: “Mestre, você está maluco”. Mas ela riu, achou engraçado. As duas entraram em consenso de que aceitariam. Desde então, estamos convivendo, muito felizes. O que nos traz muita satisfação no nosso relacionamento é gostarmos do que fazemos – disse Ricardo.

O trio diz que tem uma relação saudável e não há ciúmes entre eles. Convivem diariamente na academia, onde dão aulas e se preparam para as competições.

Fonte: AGORA MT.

Deixe seu Comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*