urna

Eleição suplementar de Mirassol D’Oeste ocorre neste domingo (19/11)

Quatro candidatos vão disputar a eleição suplementar em Mirassol D’Oeste, no próximo domingo (19/11). O novo pleito foi convocado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em razão do indeferimento da candidatura de Elias Leal (PSD), que foi o mais votado na última eleição com 7.830 votos.

 Entenda as razões do indeferimento de Elias

Em janeiro deste ano, a Justiça Estadual determinou o bloqueio de R$ 4,6 mil do ex-prefeito de Mirassol D’Oeste, Elias Mendes Leal Filho (PSD) e outras três pessoas, em virtude da suposta prática de ato de improbidade administrativa por terem realizado benfeitorias com maquinários públicos em propriedade particular violando a legislação municipal.

Na eleição de 2016, Elias recebeu 7.830 votos, o que representa, segundo o TRE, 56,13%. Mas no sistema aparece como eleito Dr. Jeferson (PSDB), que conseguiu 6.121 votos e não assumiu o posto.

Os candidatos

Apoiado por Elias e pela prefeita interina Marinez Campos, a Inês da Saúde (PTB), o PSD lançou a candidatura do ex-prefeito Edvaldo Paiva (PSD) que terá como vice Irineu da Farmácia (PSD). A chapa conta com apoio do PMDB, PSB e Solidariedade.

Se opõem à chapa do PSD, os candidatos a prefeito e vice, respectivamente, os vereadores Euclides Paixão (PP) e Fransuelo Ferrai (PSC). O progressista, inclusive, foi o parlamentar mais votado com 825 votos. O PR e PPS, que estavam coligados com Edvaldo, romperam com o PSD para apoiar a chapa encabeçada por Euclides.

Em chapa pura, o DEM lançou André Gimenez e o ex-vereador Laércio do Postão. Outra candidatura é encabeçada por Juvenal Caetano (PRB) e seu candidato à vice, é Gelson Miranda (PT).

Por: Leandro Régis / Da Redação.

Deixe seu Comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*