1-2015_01_25_16_18_27-176_800_0

Chegada do verão exige atenção redobrada contra o mosquito da dengue

Todos os anos com a chegada do verão, aumenta a preocupação dos brasileiros com o combate a dengue. Nesta época do ano, o clima é mais propício à proliferação dos focos da doença. O calor intenso e o aumento no volume de chuvas favorecem a reprodução dos mosquitos Aedes Aegypti, que também transmitem o Zika Vírus e a Febre Chikungunya.

O cuidado a se tomar é prestar atenção à água parada, principalmente em épocas de chuva.

Apesar de o Verão ser o período mais preocupante, o trabalho de prevenção é desenvolvido durante todo o ano.

É muito importante que cada um faça a sua parte na luta contra o Aedes aegypti, para não só manter-se seguro, mas também todos aqueles à sua volta. Desta forma, todo mundo poderá curtir o verão com saúde e sem se preocupar. A única maneira de evitar a dengue é não deixar o mosquito nascer.

Como evitar a dengue?

  • Evite que a água da chuva fique depositada e acumulada em recipientes como pneus, tampas de garrafas, latas e copos.
  • Não acumule materiais descartáveis desnecessários e sem uso em terrenos baldios e pátios.
  • Trate adequadamente a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie-a completamente sem deixar poças de água. Manter lagos e tanques limpos ou criar peixes que se alimentem de larvas.
  • Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida de seus animais de estimação pelo menos uma vez por semana.
  • Coloque areia nos pratinhos de plantas e remova duas vezes na semana a água acumulada em folhas de plantas. Em bromélias, utilizar jato forte de água na axila das folhas a cada dois dias.

Sintomas

Alguns dos sintomas da doença são febre alta, fortes dores no corpo, na cabeça e nos olhos, manchas vermelhas na pele, tonturas, vômitos, podendo até evoluir para dengue hemorrágica. Esta última é bem mais perigosa, podendo até levar ao óbito. Para evitar que a dengue se torne hemorrágica, é sempre bom ficar atento aos primeiros sintomas, evitar a automedicação e consultar um médico assim que possível.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu Comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*