MT caceres fes pesca18

Cáceres completa hoje, 239 anos

A cidade que hoje completa 239 anos começou como um povoado fundado em 6 de outubro de 1778 recebeu o nome de Vila Maria do Paraguai em homenagem a rainha reinante em Portugal, antes da independência do Brasil. Sua localização foi escolhida de forma estratégica a oeste das terras brasileiras para defender as áreas portuguesas do avanço dos espanhóis.

Apesar do tratado de Madri em 1750, antes da fundação do povoado, ter delimitado as áreas das duas coroas, o governo português sentia a necessidade de estabelecer e ocupar as áreas à oeste. O marco do Jauru (alusivo ao tratado de Madri), hoje assentado na praça Barão do Rio Branco, só foi trazido para a cidade em 1883. Ao longo de sua existência, a cidade recebeu outros nomes. Quando foi elevada a categoria de cidade em 1974, passou a se chamar São Luiz de Cáceres, em homenagem ao fundador, e em 1938 passou a ser somente Cáceres.

A importância do município no cenário regional e até nacional se deve a sua localização e também graças a navegação pelo Rio Paraguai, que permitia o comércio entre Cuiabá, Corumbá e até mesmo com a Europa por meio da ligação com a Bacia do Prata. Essa navegação também possibilitou o incremento da atividade extrativista e de atividades agropecuárias fazendo surgir importantes empreendimentos de usinas de açúcar e charqueados como Fazenda Descalvados e Barranco Vermelho.

A partir da construção da Ponte Marechal Rondon, no início dos anos de 1960,  começaram a expansão populacional e o desenvolvimento mais a noroeste, ganhando espaço com a abertura de novas frentes de desenvolvimento agrícola. É nesse cenário que Cáceres tem diversos territórios se emancipando e tornando-se cidades.

Com cerca de 90 mil habitantes, a cidade transita entre a história e a modernidade. O seu centro histórico, tombado pelo Instituto Patrimônio Histórico e Cultural (Iphan) guarda prédios e casarões do século XVIII e XIX que tem fachadas e arquitetura com estilos colonial e neoclássico e guarda resquícios do neogótico, artdecô e eclético. Ao passar pelo centro histórico é possível apreciar essas construções em suas fachadas, frontões e beirais e ainda visitar o Museu Histórico de Cáceres com suas salas representativas sobre a cultura e história do povo pantaneiro ou sala de arqueologia.

Além do setor de comércio e serviços, com o turismo, a pecuária é uma das principais atividades econômicas do município. A cidade conta com o primeiro e único frigorífico de Jacaré da América Latina, que conta com o Selo de Inspeção Sanitária permitindo inclusive a exportação da carne para outros países.

 

Deixe seu Comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*